Páginas

A verdadeira história da espuma de matar frangos


Foto que circula pelas redes sociais mostra espuma assassina que consegue matar mais de 1.000 frangos em 1 minuto. Segundo o texto, as aves são abatidas para consumo humano! Será verdade?
A imagem não é nova, mas voltou a circular pelo Facebook e em diversos sites de proteção aos animais pelo Brasil. De acordo com a notícia, uma espuma – aquela de lavar carros – está sendo usada por criadores de aves no sul do país para o abate em massa de frangos.
Mas será que essa história é verdadeira ou farsa?
De fato, a tal espuma existe! Mas os frangos abatidos não vão para a panela.
A nova tecnologia é usada para o extermínio de aves infectadas com alguma doença. A medida parece assustadora, mas trata-se de um modo de se controlar epidemias e evitar que casos como o da gripe aviária, por exemplo, se espalhem pelo país.
Em uma reportagem da revista Dinheiro Rural de abril de 2010, o superintendente federal do Ministério da Agricultura, Francisco Van de Casteele, afirmou que ferramentas de extermínio rápido de grandes plantéis de aves, em eventuais casos de ocorrências sanitárias, é uma exigência do plano de emergência avícola. “Trata-se de uma avançada tecnologia, extremamente útil dentro do plano de emergência avícola”, explicou Francisco à revista.
Um estudo publicado na Revista USP mostra a eficácia no abate dos animais por asfixia. Segundo o artigo, a morte das aves é muito rápida e não causa nenhum sofrimento. “O sacrifício humanitário objetiva proteger a saúde pública, eliminar animais fontes de infecção e comunicantes para proteger os susceptíveis, manter a saúde dos plantéis avícolas de uma nação e manter ou restaurar o status de país livre de doença, com finalidade de preservar a competitividade e recomendada quando da ocorrência de surtos ou epidemias., diz um trecho do artigo.

A máquina de matar

O site Brasil Econômico afirma que a máquina de espuma assassina foi comprada em maio de 2010 por um grupo de empresários de Santa Catarina. O valor do investimento : R$ 170.000,00.
A máquina da espuma assassina foi lançada há dois anos pela Kifco, uma empresa que fabrica equipamentos para irrigação de Havana, em Cuba.

Revolta e indignação

Apesar de a máquina ser usada em casos de doenças e para se evitar a propagação de contágios,  muitos ativistas e protetores dos animais não gostaram nada nada dessa história e lançaram várias campanhas e abaixo-assinados contra a espuma assassina. A ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais) , por exemplo, solicitou que se façam protestos contra o uso da máquina no país.

Conclusão

A espuma assassina existe mesmo. Mas o seu uso é recomendado apenas em casos extremos, para o controle de epidemias. As aves mortas não são consumidas.
vi no  e-farsas

Nenhum comentário:

Postar um comentário